Encerramento da primeira edição do Projeto Sonora Sócio-Cultural emociona o público

Por Marcel Vogt

Com lotação máxima de 300 pessoas, o auditório da Uniftec recebeu o concerto de encerramento do Projeto Sonora Sócio-Cultural, que já tem a segunda edição em fase de aprovação. Apresentado pela Secretaria de Estado da Cultura do Rio Grande do Sul, ele promove a inclusão social e a sustentabilidade econômica através de iniciativas da arte e da cultura.

O projeto começou com uma seleção de 30 alunos com altas habilidades/superdotação. Eles tiveram aulas de violino, viola, violoncelo, contrabaixo, violão, piano, percussão e prática de orquestra, distribuídas em aulas de instrumentos, teoria musical e aulas práticas com ensaios abertos, tudo ensinado por reconhecidos professores do segmento erudito na área musical. “Queremos incentivar o surgimento de uma geração criativa e que aprecie os arranjos de caráter inovador”, destacou Duda Gomes.

O concerto contou com o solista André Luiz Henz, bacharel em Música pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e pós-graduado com o título de “Artist Certificate” pela Azusa Pacific University, da Califórnia, nos Estados Unidos, com a direção artística e musical de Duda Gomes e a regência do maestro Gilberto Salvagni. “O Brasil tem grandes representantes da música erudita, por isso é importante o incentivo a essas obras, formando novas plateias e popularizando o gênero musical erudito em diferentes espaços”, ressalta Gilberto Salvagni.

Para o solista André Luiz Henz, o objetivo é desmistificar a música erudita. “Queremos romper a ideia equivocada de que ela só pode ser apreciada por uma classe social elevada”, destaca.

Foto:  Gabriel Andrade/Divulgação | Fonte: Assessoria
Publicidade

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.